Serviço
Centro de Ajuda

VIAGEM

5 min leitura

Como as metodologias do Design te podem ajudar a planear uma viagem

por Maria Lopes, Designer

Publicado em Julho 12, 2021

| METODOLOGIA DESIGN | PLANEAMENTO | VIAGEM |

Há muito tempo, os designers criaram estratégias para enfrentar os problemas e desafios que pretendem alcançar e, surpreendentemente, estas metodologias e processos podem ser aplicados por toda a gente na maioria das situações.


Vamos supor que estão a planear uma viagem ao estrangeiro. Muito tem que ser levado em consideração e aplicar uma das metodologias de Design pode ser aquilo que precisam.


Vamos falar sobre a Metodologia Ágil. Esta abordagem é baseada num processo incremental e iterativo, que se adapta bem ao desconhecido e onde as fases seguem paralelas em vez de se seguirem umas às outras.


O processo de planeamento de viagem consiste em:

1. Definir um orçamento


Diz-se que o dinheiro voa, por isso é importante estabelecer um limite de gastos. Embora seja possível adotar uma abordagem low-cost em qualquer destino, alguns países/cidades são mais caros do que outros. Devem começar por identificar as principais fontes de despesa: voos, alojamento e alimentação. Posteriormente, analisem o dinheiro que têm disponível para a viagem e definam um limite de custo para cada uma das principais fontes de gastos.


2. Escolher um destino


A etapa mais importante no planeamento de uma viagem é escolher o destino. Há vários fatores que devem ser levados em consideração como, por exemplo, a duração da viagem, o orçamento disponível, a época do ano em que vão viajar, mas acima de tudo, as preferências pessoais - campo, cidade, praia, etc.


Uma vez que a cidade do Porto foi eleita o melhor destino europeu em 2019, vamos usá-la como o destino neste exemplo. Tem o seu charme em qualquer altura do ano e é possível aproveitá-la bem, independentemente do orçamento.


3. Estabelecer a duração da viagem e reservar os voos


A duração ideal para visitar e conhecer a cidade do Porto é de três dias. No entanto, é perfeitamente possível entre dois a quatro dias. Assim, se o tempo que têm disponível for de apenas um fim de semana, o ideal seria chegar ao Porto numa sexta-feira e partir no domingo ao final do dia.


Definida a duração da viagem, podem utilizar motores de busca, como o Skyscanner ou Momondo, para encontrar os voos mais baratos nas datas de interesse e, por último, reservar os voos de ida e volta. É importante salientar que quanto mais próximos das datas que planeamos viajar, mais caros os voos se tornarão.


4. Fazer uma lista dos pontos de interesse a visitar


Definir uma lista dos pontos de interesse a visitar é essencial, embora devam sempre poupar tempo para se "perderem'' pela cidade e explorar. Para isso é importante que façam pesquisa em blogs de viagens, falem diretamente com pessoas que já visitaram a cidade e vos possam dar algumas dicas, vejam o Pinterest… Na internet não faltam informações deste tipo, por isso garantam que encontram o melhor e que se informam o que puderem para aproveitarem a viagem ao máximo.

5. Escolher e reservar o alojamento


Depois de analisar os pontos de interesse, precisam de tomar uma decisão quanto ao alojamento. O custo de vida local e o orçamento que definiram também podem influenciar, uma vez que quartos ou apartamentos que incluam cozinha equipada e/ou pequeno almoço podem ajudar a poupar algum dinheiro nas refeições nos destinos mais caros. Outro fator a terem em conta na altura de escolher o alojamento é a distância até aos vossos pontos de interesse. Normalmente, quanto mais perto do centro, mais caro é. Porém, é importante ter em mente que se o alijamento ficar longe dos locais de interesse, certamente terão um gasto extra de tempo e dinheiro com transportes (autocarro, metro, etc), por isso é importante entender o que é o mais importante.


6. Decidir o roteiro


Ao decidirem o roteiro percebem que existe um grande intervalo de tempo entre os voos e os horários de check-in e check-out. Usando a metologia Ágil de Design, podem voltar atrás e tentar encontrar uma maneira de resolver este problema. É aqui que uma plataforma como a LUGGit entra nas vossas vidas e muda tudo para melhor. A LUGGit permite que desfrutem da cidade sem a preocupação de terem de carregar a vossa bagagem para todo o lado. A melhor parte é que eles a recolhem e entregam onde e quando quiserem.


7. Divertir-se!


Agora só precisam de ir! Seja em Lisboa ou no Porto, podem contar com a LUGGit tpara vos proporcionar umas férias livres de bagagem.